Importância das pesquisas de opinião para as campanhas políticas

MMN: Como utilizar o marketing multinível para sua campanha
junho 17, 2017
O que há de novo após a reforma eleitoral?
julho 26, 2017

O planejamento talvez seja a parte mais importante em campanhas políticas, pois é quando todo o projeto é montado. Dentro dessa etapa há um processo responsável, muitas vezes, por estruturar todo um trabalho: as pesquisas de opinião. Nenhuma candidatura grande em termos de recursos (e muitas das menores) toma um direcionamento sem ter uma inteligência amparada nos resultados de pesquisas.

O próprio planejamento é constituído, em grande parte, por pesquisas de opinião, entre elas as eleitorais, demográficas e de comportamento político.

A formação da imagem de um candidato e suas estratégias eleitorais possuirão mais força se a campanha tiver um banco de informações sobre quem mais interessa para o político: o eleitorado.

Pesquisas de opinião na pré-campanha

A opinião pública é algo que possui muita força no âmbito político. O comportamento dos eleitores dita tendências e os rumos de uma campanha. É o termômetro popular que, por muitas vezes, viabiliza — ou não — uma candidatura.

Não só a escolha do candidato que concorrerá, mas também o vice, suplentes, coligações, instituições e empresas ligadas à campanha. Por exemplo, uma pesquisa realizada em uma pequena cidade aponta que o candidato X possui mais força entre o empresariado local e menos popularidade entre o público de baixa renda.

A importância dessa pesquisa na pré-campanha é que seu resultado poderá guiar a candidatura a realizar coligações com partidos mais identificados com a faixa mais pobre financeiramente da população; fazer com o que o candidato se relacione mais diretamente com instituições mais próximas desse público; ou até mesmo escolher um vice popular entre essa camada do eleitorado.

Construção da imagem do candidato

Nessas pesquisas pré-campanha é perfeitamente possível traçar o perfil da campanha como um todo. As informações coletadas são relevantes para que o candidato saiba quais são seus pontos fortes (os que devem ser explorados) e suas fraquezas (que devem ser eliminadas ou minimizadas), bem como as virtudes e pontos fracos dos concorrentes, fazendo disso uma oportunidade para fortalecer sua candidatura.

A demanda do eleitorado pode delimitar como um candidato se comunicará, a identidade visual da candidatura, o tema da campanha e das propagandas. Basta lembrarmos do caso do então candidato à presidência Luís Inácio Lula da Silva em 2002 — foi notável a mudança tanto no discurso quanto na postura do petista.

As pesquisas durante as campanhas políticas

Enquanto uma eleição acontece, a importância das pesquisas não diminui. Sua utilidade adquire nova forma, dessa vez ela servirá a campanha como ferramenta de monitoramento das ações e diagnóstico da disputa eleitoral.

Aqui cabe destacar a influência das pesquisas de opinião encomendadas pelos grupos de mídia e expostos em seus programas, jornais e sites. É notório o impacto que ela pode causar na opinião pública e nos próprios comitês de campanha.

Vale ressaltar as pesquisas feitas ou encomendadas pelos próprios partidos ou assessorias para monitorar o efeito das propagandas, ações e discursos de seus candidatos. Elas não são expostas na mídia, mas possuem suma importância para incorporar a inteligência das campanhas.

Definição de estratégias

A elaboração do projeto de campanha e das estratégias eleitorais depende muito dos resultados das pesquisas, tanto as que antecedem quanto as que ocorrem durante uma eleição.

Imagine um candidato à reeleição que é duramente acusado e atacado de corrupção por seus principais concorrentes em um debate na TV. A notícia se espalha por telejornais e com ainda muito mais força na internet. Sua equipe pode até preparar um plano prévio para conter possíveis crises, mas tais ações só serão efetivas se contarem com um respaldo popular transmitido por meio das pesquisas.

A elaboração de estratégias parte de uma combinação entre os princípios do candidato/partido, do perfil dos concorrentes, de uma análise de ambiente sobre o local da eleição e, principalmente, da opinião pública.

Para utilizar as pesquisas de opinião a favor do candidato, é preciso valorizar cada resultado obtido nesses levantamentos, ouvindo as pessoas e conhecendo suas reais demandas.

Muitas vezes o posicionamento de um político é moldado pela opinião pública e não por aquilo que ele está transmitindo; o resultado de uma eleição origina de tendências no comportamento eleitoral; e cabe à assessoria de campanha trabalhar os valores que o candidato expõe e que são percebidos pelos eleitores.

A percepção do público é um dos principais fatores para se construir uma campanha. Agora você acha possível perceber a importância das pesquisas de opinião? Deixe seu comentário e aproveite para conhecer e curtir a nossa página no Facebook!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *